Saiba mais

UOL EdTech adquire Qulture.Rocks

Blog

Onboarding em empresas: o que é e como funciona?

content

Processo de onboarding vem sendo cada vez mais adotado para uma melhor adaptação de novos colaboradores à cultura organizacional

Quando uma empresa contrata novos funcionários, costuma levar um tempo para que eles se adaptem a todas as regras e rotinas dentro daquele ambiente de trabalho, o que geralmente já está previsto dentro do período de experiência. Para agilizar esse processo, a solução que os setores de recursos humanos encontraram é um planejamento profundo e metódico para alinhar todo o contexto corporativo de forma rápida e eficaz. Esse método é conhecido como onboarding, que do inglês se traduz como “embarcar” ou “a bordo”.

O principal objetivo do onboarding é fazer os funcionários se sentirem bem integrados à equipe desde o início, a partir do momento que forem contratados. É comum que algumas pessoas se sintam perdidas durante esse período de adaptação, e, em alguns casos, podem acabar não permanecendo na empresa por muito tempo. O onboarding visa minimizar esse tipo de inconveniente, buscando criar um ambiente de trabalho acolhedor e que deixe os novos colaboradores bem a par das políticas internas da instituição.

O onboarding é realizado em etapas. A primeira e mais básica seria o contato inicial do colaborador com a empresa, onde o representante de RH irá apresentá-lo diretamente para seu gestor e sua equipe com quem trabalhará diariamente. A segunda é a apresentação e introdução a todas as ferramentas e recursos que o funcionário dispõe para realizar suas funções. Isso inclui explicações detalhadas sobre como usar cada uma delas, principalmente quando envolve alguma tecnologia específica, que não é utilizada no dia a dia fora da empresa.

Na segunda etapa, também deve ficar bem claro como funciona o dia a dia da empresa, sua política com prazos e tudo voltado para as atividades do colaborador. Uma vez que ele já estiver bem inteirado, chega o momento de assimilação e ambientação, onde o novo funcionário conhecerá a empresa a fundo. É aqui que serão apresentados sua missão, valores e visão, além de outras informações importantes como pacote de benefícios, dentre eles seguro de vida, vale-transporte, refeição e tudo mais que possa estar incluso.

Após tudo isso, resta apenas a etapa de integração, que inevitavelmente leva algum tempo, mas que é crucial para que o colaborador passe a se sentir à vontade e confiante em suas obrigações dentro da organização. Nessa etapa, um gestor do seu respectivo setor costuma ser designado para treinamento e acompanhamento, este que também será responsável pelos feedbacks aos recursos humanos.