Saiba mais

UOL EdTech adquire startup Skore - Plataforma LXP

Blog

Tomada de decisão estratégica: Como isso pode ajudar as vendas de uma empresa - UOL EdTech

content
 

Em qualquer empreendimento, a tomada de decisão é um importante passo para garantir a continuidade dos processos e das ações da empresa. Por isso, saber tomar estas decisões de maneira estratégica é fundamental para garantir bons resultados.

 

Através da tomada de decisão estratégica, você é capaz de mudar completamente os rumos da empresa, desde ações que possam mudar a situação financeira, alavancando suas vendas e tirando-a do vermelho, até mudar de patamar, fazendo-a crescer.

 

É importante pensar em diversos pontos, como por exemplo, iniciar a produção de persianas automaticas para alavancar suas vendas, garantindo que você terá inovação e novidade em seu negócio.

 

Estas escolhas possuem consequências sérias, e podem representar muitas vezes um resultado do qual a empresa não poderá retornar. Por conta disso, não se deve tomar decisões de forma leviana.

 

Boa parte do trabalho de gestão é compreender, avaliar e visualizar situações, para garantir que a decisão tomada será assertiva e trará resultados positivos para a empresa como um todo.

 

Para compreender melhor este processo de tomada de decisões, o primeiro passo é saber como este processo acontece e o que você deve fazer para conseguir explorar todo o potencial de sua empresa de maneira assertiva e com qualidade.

 

Decidir o material para laboratorio membrana filtrante pode fazer a diferença em seu local de trabalho, e por isso é preciso ter controle sobre esse tipo de decisão.

Conhecendo os tipos de decisões

Identificar os vários tipos de decisões que frequentemente precisam ser tomadas nas empresas pode ser considerado uma das primeiras etapas.

 

Esse tipo de ação é essencial para definir a importância e o processo de organização delas, definindo suas prioridades para conseguir resultados.

 

Decisões rotineiras

Durante todo o dia, as pessoas tomam inúmeras decisões, e a maioria delas tem um impacto direto na forma como são estruturadas.

 

Por isso, é fundamental que você saiba como lidar com a situação, garantindo resultados mais expressivos para a sua ação.

 

Quando você decide o que fazer em seu deck de madeira 50×50, as utilizações anteriores acabam tomando parte dessa escolha.

 

As primeiras e mais comuns decisões de seu dia são as de rotina. Estas decisões muitas vezes são tomadas de forma natural, sem que nem mesmo você perceba que está fazendo-as.

Entretanto, as decisões de rotina não são exclusividade do ambiente empresarial.

Dentre as muitas decisões de rotina que você toma ao longo do dia, estão efeitos extremamente comuns como:

 

  • - Decidir a roupa que você usará;
  • - Decidir o que irá almoçar ou jantar;
  • - Decidir o que fará em seu tempo livre;
  • - Decidir a forma de transporte para a empresa.

 

Normalmente, para chegar a uma tomada de decisões desse tipo, você acaba seguindo um caminho automático, baseado em experiências anteriores de tomada de decisão. Dessa forma, você evita mudanças bruscas que possam tirar sua sensação de tranquilidade.

 

Ao mesmo tempo, as experiências ruins que você teve com determinadas escolhas também são levadas em conta para que você paute a tomada de decisões, impedindo que você retome o mesmo tipo de erro.

 

Decisões não esperadas

Estas decisões precisam ser tomadas de surpresa, normalmente com alterações em sua rotina e sem um histórico para pautar a tomada de decisões. Com esse tipo de ação, você acaba sendo obrigado a pensar de maneira rápida e assertiva.

 

Comprar uma nova cadeira odontologica com raio x que não estava em seus planos pode ser uma decisão não esperada, mas que trará inovação e mais potencial de negócios para seu trabalho.

Quando algo novo precisa ser lançado, ou você descobre que a empresa precisa de um novo tipo de material para continuar a produção, pode precisar de um novo tipo de fornecedor que não estava programado, forçando a uma tomada de decisão.

 

Nestes casos, é possível tomar algumas decisões com pouca eficácia, mas é importante pensar em formas de se recuperar nestes casos e organizar-se para tomar decisões mais assertivas, pautadas nas experiências negativas desse tipo de decisão.

 

Decisões operacionais e táticas

Estas são as decisões mais comuns do ponto de vista empresarial. Tratam-se de decisões que precisam ser pautadas em informações pregressas, com relatórios e avaliações de suas atividades, para obter um resultado mais assertivo.

 

Quando você opta por instalar uma divisoria corporativa de alto padrao, é preciso pensar em todas as vantagens ou desvantagens que esse modelo pode trazer.

 

Essas tomadas de decisão, normalmente, têm um impacto direto no desenvolvimento de sua empresa, muitas vezes buscando evoluções e recursos importantes que podem ser explorados com o sucesso da decisão.

 

No geral, estes fatores estão nas mãos da equipe de gestão, que muitas vezes acaba sendo fundamental para criar o ambiente adequado para que a empresa consiga uma boa evolução através da tomada de decisão correta nestes fatores.

Análises prévias para tomar boas decisões

O primeiro e mais importante passo para uma boa tomada de decisões é saber tomá-las estrategicamente. É preciso manter um bom julgamento sobre a situação, agindo com racionalidade e pensamento lógico.

 

Dessa forma, você garante resultados melhores para a sua empresa, como um aluguel de projetor de imagens, quando necessário, além de evitar uma série de problemas que podem ser bem drásticos para o futuro da companhia.

 

1 – Não corra contra o tempo

O primeiro passo para tomar uma decisão assertiva é não tomá-la com pressa. Claro que, muitas vezes, a tomada de decisões precisa ser rápida para não gerar problemas, mas ainda assim, é essencial considerar todas as suas opções.

 

Avalie as variáveis e compreenda todas as opções que você possui, para dessa forma conseguir se estruturar melhor para tomar este tipo de decisão. Ainda que você tenha pouco tempo, é importante parar para refletir sobre o assunto.

 

Isso permite uma estruturação de seus pensamentos e identificação de limites dentro de suas possibilidades, agindo de forma racional e lógica para conseguir conquistar um espaço melhor de desenvolvimento para sua empresa.

 

2 – Procure sempre os dados relevantes

Não importa há quanto tempo você trabalha em um cargo ou setor, achar que você sabe tudo relacionado a um determinado assunto é um erro. Nunca tome decisões baseado puramente em seu instinto ou lógica.

Ainda que você consiga um resultado positivo, contar com a sorte é sempre um risco, e esse risco pode acabar custando muito caro.

 

Por isso, decidir instalar uma rede de protecao de janela precisa ser uma decisão pensada com todos os dados disponíveis.

 

Antes de tomar efetivamente qualquer decisão, é importante que você busque o máximo possível de informações a respeito de um determinado assunto. Relatórios, conferências e testes que foram realizados anteriormente podem te ajudar.

 

O embasamento em dados permitirá que você tome uma decisão muito mais consciente, baseado em histórico de informações e com um contexto sobre a situação que está sendo apresentada.

 

Por conta disso, é fundamental conseguir se estruturar corretamente para explorar todo o potencial de análise de dados que você puder. Nesse aspecto, a tecnologia tem sido uma grande aliada.

 

Isso porque os avanços tecnológicos na área de gestão, sobretudo aqueles ligados à inteligência artificial, têm apresentado ótimos resultados com relação ao processo de aquisição de dados.

 

Equipamentos como o Big Data recolhem informações de diversas fontes em questão de instantes, gerando relatórios muito mais atualizados e completos do que aqueles realizados por ação humana.

Além disso, quanto você utiliza ferramentas com o dispositivo de machine learning, consegue relatórios mais completos e auto avaliados pela própria inteligência artificial, gerando informações muito mais precisas.

 

3 – Defina o problema em suas mãos

Este é um mais um dos passos cruciais da tomada de decisões. Você precisa definir o que exatamente é o problema que será solucionado, e se existem de fato formas de resolvê-lo.

 

Neste caso, é essencial refletir o quanto você pode criar para resolver um determinado problema.

Quando você toma decisões, a ideia é que consiga de fato uma mudança positiva na estrutura que está sendo modificada, e por isso, é importante filtrar todos os desafios para que sua escolha seja realmente a mais assertiva.

 

4 – Avalie todas as suas opções

Muitas vezes, o levantamento de dados e informações sobre um determinado assunto acaba não limitando suas opções, ou pelo menos criando algumas alternativas que ainda são possíveis.

Neste caso, uma opção é que você crie em sua mente resultados para cada um dos cenários, identificando as possibilidades de cada uma das opções que estão a sua disposição para conseguir criar um ambiente adequado.

 

Considere todos os fatores que envolvem estas opções, desde os custos financeiros até o efeito moral que a decisão terá em sua equipe, bem como os potenciais resultados de falha.

 

Dessa maneira, você fica muito mais preparado para qualquer estrutura que se apresentar. Assim, realizar a manutencao de bateria de empilhadeiras recondicionada pode acabar sendo uma opção melhor que simplesmente substituí-las, por exemplo.

 

5 – Monitore seus resultados

Para garantir um bom resultado em sua tomada de decisões, é importante manter o controle sobre seus resultados.

 

Portanto, acompanhe a situação que foi gerada pela sua tomada de decisão, tanto para registrar o sucesso, quanto para pensar em alternativas no caso de falhas.

Considerações finais

A tomada de decisões é um dos fatores que mais contam para qualquer empresa, uma vez que a opção escolhida pela equipe de gestão tem impactos profundos no andamento da empresa.

Por isso, é importante ter consciência e controle sobre como agir nestas situações, conseguindo ter calma e concentração para tomar decisões de maneira segura e assertiva, garantindo bons resultados para o empreendimento.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.