Saiba mais

UOL EdTech adquire Qulture.Rocks

Blog

Liderança pode ser um método de ensino? - UOL EdTech

content

Na sala de aula o professor é a autoridade máxima. Todos nós já ouvimos essa afirmação mais de uma vez, mas quantos de nós realmente refletimos sobre ela? Vamos fazer o exercício. Pense em um professor que marcou a sua vida. Quais são as características mais marcantes que esse professor tem? Indo a fundo nesta reflexão é possível que você identifique que seu professor é também um grande líder, afinal líderança também é um método de ensino.

 

Quando pensamos em liderança no sistema educacional a primeira imagem que nos vem à mente é o professor autoritário – que provavelmente não é o mesmo professor que você lembrou no exercício anterior. A nossa mente ainda é condicionada a acreditar que liderança na sala de aula se restringe a autoridade. E embora autoridade seja também uma característica de liderança educacional, existem outros formatos que podem causar diferentes impactos nos alunos.

 

Formatos de liderança como método de ensino

 

De acordo com o escritor americano John Galbraight em seu livro “A Anatomia do Poder”, existem três tipos de liderança – condigno, compensatório e condicionado. O autor explica que cada uma dessas lideranças têm uma característica de destaque.

 

Na liderança condigna, o líder é autoritário. Este tipo de líder não gosta de ser questionado e não compartilha a estratégia dele com seus liderados. Assim como o professor autoritário, que apresenta seus resultados com base na sua autoridade em sala de aula. O segundo tipo, o líder compensatório, oferece recompensas a seus subordinados de acordo com a performance. Na sala de aula isso também acontece.

 

Já o terceiro tipo, o líder condicionador, divide sua estratégia com seus liderados e destaca neles quais conhecimentos ou habilidades individuais ajudarão a alcançar os resultados esperados. Assim também é o professor condicionador. Ele ensina seus alunos por meio da influência que exerce sobre eles e destaca as habilidades individuais.

 

O poder da influência

 

Tudo se resume, então a influência. O professor que mais te marcou provavelmente exercia uma liderança condicionadora. Embora as outras duas formas de liderança também sejam efetivas e marquem os alunos, apenas a influência é capaz de criar transformações significativas. Isso acontece porque:


– o liderado – ou o aluno – tem autonomia e tomada de decisão em seu processo de desenvolvimento e aprendizado;

 

– erros não são eliminatórios, mas oportunidades para novas descobertas;

 

– todos têm uma voz e o líder dá destaque para essas vozes.

Liderança não só pode ser uma metodologia de ensino, como é a principal característica de professores e gestores de ensino que são notadas.


Liderança como metodologia de ensino é o segundo texto do mês da Liderança no UOL EdTech. Fique atento ao nosso blog e às nossas redes sociais para acompanhar os conteúdos sobre o tema.