Saiba mais

UOL EdTech adquire Qulture.Rocks

Blog

A sua empresa está preparada para crises como a do coronavírus? - UOL EdTech

content

O alastramento do coronavírus levanta a também a necessidade e importância das companhias terem um Plano de Continuidade de Negócios. As autoridades nacionais seguem acompanhando os indicadores de gravidade da doença, mas do ponto de vista econômico, muitos negócios já estão sendo afetados. Quem acompanha o mercado de ações, por exemplo, viu, na mesma semana, pelo menos 5 circuit breaks. Por isso, é importante que as lideranças consigam entender como evitar crises de pânico e desinformação em suas equipes, além de ter meios de seguir sua condução de negócios com menores impactos.

 

O que é um Plano de Continuidade de Negócios?

 

Um plano de continuidade de negócios é um guia de ações a serem tomadas pela companhia em caso de crises econômicas, de saúde pública ou geográficas que possam interferir nas entregas, relações com clientes e demandas da empresa.

 

Ter um plano de continuidade de negócios estruturado é um caminho para que a famosa “rádio peão” seja combatida. Todos sabemos que, em situações de crise, as chances de um boato ser propagado e, assim, se tornar verdadeiro, são grandes. Os planos de continuidade de negócios resolvem isso por meio de algumas ações.

 

O que considerar ao fazer um plano de continuidade de negócios?

 

É importante ter em mente que os planos de continuidade de negócios nada mais são senão medidas de contingência para evitar que a companhia sofra grandes perdas durante uma crise. Então, o que precisa ser considerado é:

 

– Crises de saúde pública: as medidas de continuidade de negócios em relação a saúde pública devem levar em consideração principalmente as ações, comunicados e recomendações oficiais dos órgãos de saúde como a OMS e a ANVISA. Também é importante ter um canal oficial de informação, para evitar que notícias falsas sejam propagadas, bem como um plano de trabalho remoto em caso de ambientes em que a contaminação foi confirmada.


– Crises econômicas: embora todas as indústrias sejam afetadas de alguma forma quando grandes crises econômicas explodem, é importante que a companhia olhe diretamente o que afeta seu quadro e o que não afeta e ser transparente com o time. A depender da escalabilidade da crise, o clima de pânico pode se instaurar em equipes pouco transparentes e com culturas baseadas em crenças ou medos.


– Questões geográficas: em caso de crises climáticas (chuvas, desabamentos, incêndios) e demais questões geográficas que impeçam que sua equipe cumpra com os compromissos de trabalho, é importante ter uma medida de trabalho remoto ou remarcação de compromissos. Desta forma, a condução de negócios não acaba tão impactada.

 

Como nós podemos ajudar?

 

Aqui no UOL EdTech, entendemos que ter e gerir um plano de continuidade de negócios é imprescindível para que as companhias tenham tempo e eficiência em resposta em casos de necessidade de interrupção de negócios.

 

Acreditamos que o EAD também pode ser uma medida de contingência de capacitação de equipes, inclusive em situações em que o plano de continuidade de negócios precisa ser acionado. Além da continuidade de negócios, o EAD oferece agilidade, protagonismo e decisão do colaborador em sua capacitação. Em um mundo cada vez mais digital, acreditamos também na tecnologia e na eliminação de fronteiras para começar e seguir planos de educação corporativa.

 

Caso você queira saber mais ou precise de auxílio na criação do seu plano de continuidade de negócios para seus projetos de educação e desenvolvimento, entre em contato com o nosso time.