Saiba mais

UOL EdTech adquire Qulture.Rocks

Blog

E-leadership: o modelo de liderança que aproxima colaboradores e líderes

content

O conceito foca na fluidez da comunicação e autonomia na tomada de decisões

Manter uma empresa competitiva no mercado é uma tarefa que requer muita dedicação e uso adequado da tecnologia. Com a digitalização do mundo, muitas barreiras caíram por terra, e deixou a disputa das empresas ainda mais acirrada. Nesse cenário, a tecnologia é a principal ferramenta para ir mais longe no quesito liderança também. O conceito de e-leadership nada mais é do que o uso de recursos tecnológicos para aproximar a relação entre colaborador e líder, com foco na fluidez da comunicação e autonomia na tomada de decisões.

 

O home office chegou para ficar, e afastou a equipe de trabalho, certo? Errado. Alguns gestores aproveitaram o trabalho remoto para fazer o contrário, estreitando o contato com os funcionários. O ponto forte está justamente na queda de paredes, que dividem pessoas no mundo real, em salas, onde o líder muitas vezes não é acessível. No escritório digital o fluxo é muito mais rápido, fácil e menos burocrático.

 

Conheça os pilares do e-leadership.

 

Redução da hierarquia

O foco do e-leadership é a redução de hierarquia, em um ambiente de trabalho muito mais colaborativo e plural, onde os funcionários são muito mais ativos em tomadas de decisões. O resultado desse modelo de liderança traz benefícios valiosos para o clima organizacional.

 

Autonomia

O engajamento da equipe de trabalho é um desafio que parece muito distante para alguns líderes. Mas a tecnologia veio para facilitar essa via de mão dupla, entre funcionário e gestor. O modelo e-leadership consegue motivar os colaboradores dando a eles autonomia e voz durante a tomada de decisões, semeando o sentimento de pertencimento e valorização da equipe.

 

Desburocratização

É frustrante quando o cliente tem uma dúvida e a resposta só vem depois de uma semana. Em tempos imediatistas, a resposta lenta pode afastar um consumidor para sempre. Todos ganham com a desburocratização do fluxo de informação dentro de uma organização, inclusive o cliente. O e-leadership acredita na velocidade da comunicação, e por isso, quando uma empresa adota esse modelo de liderança, ganha agilidade no tempo de resposta, um grandioso potencial competitivo. Falando em comunicação interna, o e-leadership torna os processos mais eficazes e mais fáceis de serem implementados, pois diminui o tempo de planejamento e é mais fácil de ser aperfeiçoado, porque é colocado em prática em um sistema de comunicação dinâmico.

 

Líder nato?

Os líderes natos são aquelas pessoas que conseguem com facilidade convencer a equipe a fazer espontaneamente algo para um bem comum. A história está repleta dessas figuras, que ensinaram alguns truques de como ser promovido de chefe a líder, com empatia e estratégia.

É para treinar esse cargo estratégico nas organizações que existem os leader training, profissionais que têm como base do seu trabalho o autoconhecimento, aumento da autoestima e motivação dos líderes. O trabalho do leader training ensina o gestor a perceber suas habilidades e potenciais, para conseguir estimulá-las nos colaboradores.

 

Atualmente, existem também programas de leader training, que facilitam o treinamento, por ter mais flexibilidade de horário. Normalmente, os programas são contratados por empresas, mas, se você quiser se capacitar, e for um Microempreendedor Individual (MEI), consegue utilizando o certificado digital MEI, que facilita o processo de contratação e evita fraudes.