Saiba mais

UOL EdTech adquire startup Skore - Plataforma LXP

Blog

Quais as áreas que mais cresceram no primeiro semestre de 2021? - UOL EdTech

content
 

O ano de 2021 tem proporcionado grandes desafios em diversas áreas, afinal de contas, ainda estamos lidando com a pandemia de Covid-19. Porém, quais são as áreas que mais cresceram no primeiro semestre de 2021? 

 

O Produto Interno Bruto (PIB), que de maneira resumida é a soma dos bens e serviços produzidos no país, cresceu em 1,2% logo nos primeiros meses do ano, em comparação com os primeiros meses do ano de 2020.

 

Para que você tenha uma melhor noção sobre o crescimento, em valores, o PIB chegou a R$ 2,048 trilhões. Esses dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, conhecido como IBGE. 

 

Ao fazer pesquisas na internet, você pode se deparar com algumas vagas em determinadas áreas, como tecnologia, por exemplo. Isso mostra que ela está em crescimento. 

 

Inclusive, as atividades mais recorrentes na área da tecnologia são para execução de tarefas fáceis como administração e assessoria. Muitas funções dependem de ferramentas específicas e geralmente gratuitas como google docs, sheets e até compactadores de arquivos. Você pode fazer download do WinRAR de forma gratuita, assim como usar diversos outros recursos supracitados bastante ter uma conta gmail. Com isso podemos afirmar que um dos motivos para o crescimento constante desse nicho para trabalho deve-se a economia e principalmente a possibilidade de trabalho remoto dos funcionários.

 

Mas voltando a alta do PIB na área, embora ainda esteja abaixo – 3,1% – do ponto mais alto de atividade econômica do Brasil – que foi alcançado no ano de 2014 -, ele conseguiu atingir o mesmo patamar que estava nos primeiros meses de 2019. 

 

Mas, afinal de contas, quais áreas que realmente mais cresceram no primeiro semestre de 2021? 

Continue a leitura para saber mais sobre o assunto e entenda quais áreas que mais se destacaram nos primeiros meses do ano! 

O que é PIB?

Se você já compreende bem o que é PIB, pode seguir tranquilamente para o próximo tópico. Porém, muitas pessoas ainda não conseguem entender muito bem como ele funciona e para que serve. 

Portanto, antes de falarmos sobre as áreas que mais cresceram nos primeiros meses de 2021, vamos tentar esclarecer o que é o PIB e para que ele serve. 

 

Como citamos brevemente no começo do artigo, PIB é uma sigla para Produto Interno Bruto. Esse termo nada mais é do que um indicador econômico muito utilizado na Macroeconomia – que é o ramo das Ciências Econômicas. 

 

O PIB representa a soma de todos os bens e serviços que foram produzidos em uma área geográfica durante um determinado período, que pode ser de um ano ou de um trimestre. 

Portanto, o PIB é responsável por representar a dinâmica econômica de um lugar, fazendo o apontamento do possível crescimento da economia do país. 

 

E para que serve o PIB? 

De forma sucinta, o PIB serve para fazer a medição da atividade econômica, de acordo com a análise do resultado do crescimento econômico do determinado local. 

 

Ao fazer o cálculo do PIB, é criado não somente a possibilidade de analisar o crescimento econômico, como também a oportunidade de fazer comparações com outros locais. 

 

Quando o nível de crescimento do PIB fica abaixo do esperado, indicando possíveis problemas. Com isso, é possível realizar diagnósticos que apostam nos melhores caminhos para melhorar a economia. 

Além disso, o PIB também permite a análise de quais setores da economia geram uma maior ou menor renda. 

 

Portanto, é possível identificar quais são as possíveis fragilidades econômicas, além de enxergar em quais setores é melhor investir. 

Áreas com maior crescimento nos primeiros anos de 2021

Segundo o IBGE, os resultados positivos foram de 5,7% na agropecuária, de 0,7% na indústria e 0,4% nos serviços. E são esses resultados que ajudam a expandir a economia do país. 

Mesmo com a segunda onda de casos de Covid-19, o Brasil conseguiu obter um bom crescimento em importantes áreas. 

 

E isso é extremamente importante para todos no país. Afinal, quando a economia cresce, existe a possibilidade de mais vagas de emprego, por exemplo. 

Porém, vamos compreender melhor como cada uma dessas áreas cresceram durante os primeiros meses de 2021. Veja a seguir! 

 

1. Área da Agropecuária

De acordo com o IBGE, a alta que ocorreu no setor agropecuário foi devido a melhoria na produtividade e no desempenho de determinados produtos. 

Inclusive, um desses produtos é a soja, que tem um peso maior na lavoura do país, além de uma previsão de recorde de safra para o ano de 2021. 

 

2. Área da Indústria

As indústrias extrativas ajudaram a área industrial, que conseguiu obter um crescimento na construção e também no que diz respeito às atividades de gás, água, eletricidade e esgoto. 

No entanto, as indústrias de transformações ficaram em negativo (-0,5%). Apesar de todas as outras áreas de indústria terem crescido, a de indústria de transformação tem um peso maior. 

 

3. Área de Serviços

A área de serviços teve um resultado muito positivo, contribuindo com 73% do PIB. Essa área está, por exemplo, relacionada aos seguintes itens: 

  • Transporte;
  • Correio;
  • Armazenagem;
  • Intermediação financeira;
  • Seguros;
  • Informação e comunicação;
  • Comércio;
  • Atividade imobiliária. 

O único resultado negativo relacionado a área de serviços aconteceu em: saúde, administração e educação pública. 

Vale dizer que não estão acontecendo muitos concursos públicos para preencher vagas e muitos trabalhadores estão se aposentando, o que reduz a ocupação na área. 

E tudo isso afeta diretamente na contribuição da atividade para o valor que é adicionado. 

 

4. Área de Consumo

O consumo das famílias caiu em 0,1% devido à pandemia de Covid-19 logo nos primeiros meses do ano. Já no consumo do governo houve um recuo de 0,8%. 

 

A inflação, que teve um aumento, impactou diretamente e principalmente o consumo de alimentos. 

Além disso, o mercado ficou desaquecido e aconteceu a redução nos pagamentos dos programas do governo destinados às famílias, como o auxílio emergencial, por exemplo. 

 

Quando se trata de investimentos, obtiveram um aumento de 4,6%. Esse resultado contribuiu para que acontecesse o aumento na produção interna de bens de capital e também para o desenvolvimento de softwares. 

 

Quando se trata de importações, os produtos farmoquímicos para a produção das vacinas contra a Covid-19 se destacaram. Além das máquinas e aparelhos elétricos e os produtos de metal.

Conclusão

O ano de 2021, bem como o ano de 2020, está proporcionando grandes desafios a todos. Afinal, ainda estamos vivendo dias de pandemia. 

 

No entanto, apesar de toda essa situação, diversas áreas cresceram nos primeiros meses de 2021. E, consequentemente, isso é positivo para o país. 

 

Esperamos que tenha gostado do conteúdo e que tenhamos esclarecido a sua dúvida sobre as áreas que mais cresceram até agora, neste ano.