Saiba mais

UOL EdTech adquire Qulture.Rocks

Blog

Como uma empresa pode trabalhar o social selling?

Com a popularização sem escalas das redes sociais, cada vez mais empresas vêm investindo no social selling.

Esta é uma técnica de aproximação do consumidor baseada na utilização dos espaços sociais, garantindo maiores chances da venda ser concretizada.

De modo geral, podemos ver que, por meio das redes, inúmeras marcas vem ampliando sua importância, além de atender aos desejos e necessidades dos clientes com conteúdos.

É dentro desse ambiente que um potencial cliente pode se comunicar com a empresa, relatando aquilo que necessita, o que considera importante e principalmente, tendo a chance de estar em contato direto com empresas elaboradoras de um produto ou serviço.

Para os negócios, como o caso de uma loja de placa cimentícia, essa é uma oportunidade única, e deve ser bem aproveitada para gerar maiores lucros e outros tipos de benefícios.

Sendo assim, no artigo a seguir vamos entender um pouco mais sobre o que é o social selling, porque ele é tão importante dentro das conquistas mais significativas dentro das empresas.

Além de que maneira você pode começar a trabalhar a técnica na sua loja de camiseta dryfit feminina.

O que é social selling?

O social selling é reconhecido como uma maneira de se aproximar do cliente ideal de uma companhia por intermédio das redes sociais.

Estes que são espaços repletos de consumidores em potencial, ocorrendo principalmente por meio de comentários, curtidas e outras interações.

O ideal dentro dessa tarefa é utilizar um espaço cômodo para o cliente, onde ele venha a se sentir confortável, para indagar possibilidades de compra ou interesse por um produto.

Por exemplo, essa técnica acontece dentro de uma empresa de projeto de prevenção e combate a incêndio a partir do encontro de pessoas com as características certas de um público-alvo, o que pode ser filtrado a partir do uso de algumas ferramentas, como:

  • Idade;
  • Gênero;
  • Localidade;
  • Assuntos de interesse.

A partir do trabalho, fica muito mais fácil para as equipes de venda dentro de uma empresa encontrarem o perfil do cliente, e começar o contato com esse para oferecer produtos.

Isso tudo só é possível graças à presença cada vez mais frequente de consumidores dentro das redes sociais.

Bem como o impulsionamento feito a partir de ferramentas sociais, como o caso da possibilidade de compras dentro do Instagram, uma das mais importantes.

Hoje, quando uma pessoa resolve procurar por uma solução ou um produto como camiseta personalizada para casal certamente as redes são as mais convocadas para essa tarefa.

Na parte que diz respeito às empresas, não basta apenas estar em contato com os clientes, de modo a respondê-los e oferecer a eles informações fundamentais sobre um negócio. 

É preciso ir além no jogo da conquista, transformando seus interesses e ações de vendas.

Um bom exemplo de social selling é quando uma empresa de locação de gerador de energia passa a colaborar para a educação do consumidor, entendendo o seu nível de interesse e fazendo com que, cada vez mais, ele se interesse pela empresa.

Por que essa técnica é importante?

O relacionamento é a base de qualquer relação, e isso não ficaria de fora dentro de um processo de vendas. 

Até mesmo antes da existência das redes sociais as vendas já aconteciam com a máxima coerência da relação entre clientes e os vendedores.

Por isso, quando pensamos em um sentido de entrar nos principais espaços digitais para venda, estamos apenas fazendo o que já acontece há anos, só que com a ajuda de ferramentas tecnológicas, que podem indicar informações e dados preciosos.

A confiança, em meio a isso, se faz tão importante quanto o próprio produto. Hoje em dia não basta reconhecer que um problema pode ser resolvido, mas que a empresa que oferece essa solução pode de fato vir a acrescentar um diferencial na vida dos clientes.

Com esse trabalho próximo do cliente nos espaços onde ele está presente, fica muito mais fácil trabalhar a diminuição da jornada de compras, etapas próprias de interesse.

Por exemplo, na jornada de compra de bancada de teste o consumidor passa por fases como o reconhecimento da empresa e daquilo que ela oferece, a compreensão de uma solução e o porquê da sua escolha ser tão importante para a resolução de problemas.

O custo de aquisição do cliente acaba sendo igualmente impactado, tendo em vista que os processos se tornam muito mais rápidos e práticos em uma aula de música infantil.

Por fim,um ponto muito bem trabalhado dentro dessa estratégia de vendas é a própria retenção de clientes da empresa. 

Isso ocorre a partir da relação contínua com o cliente pelos meios sociais, e também o entendimento daquilo que é importante para ele.

Desse modo, trabalhando a confiança do consumidor, este estará muito mais confortável em continuar confiando na empresa, aumentando os níveis de satisfação e de defesa.

Dicas para começar a fazer social selling?

Abaixo vamos conhecer algumas das formas de colocar em prática o social selling em relação ao produto que sua empresa de estante de aço vende, entendendo de que maneira é possível entrar nesses espaços e tirar o mais proveito possível. 

  1. Alinhamento das equipes de comunicação

O primeiro ponto, e talvez aquele que é mais importante, é fazer o alinhamento das equipes de comunicação, responsáveis pela base das relações dentro desses espaços sociais. 

O ideal é deixar que todos do time estejam trabalhando juntos nessa estratégia de vendas.

Para isso, una todas as pessoas responsáveis pelas comunicações, e faça uma explicação sobre os principais motivos que levaram a equipe de vendas a esses lugares.

Ainda que seja de praxe que a comunicação pense nas principais estratégias e comunicações para com o cliente, no momento em que existe um trabalho em conjunto nada mais importante que todos trabalhem com harmonia e dedicação.

  1. Organize vendedores nos pontos sociais

Para que possa existir um real atendimento por meio dos meios sociais, os vendedores da empresa devem estar posicionados nesses espaços, participando em conjunto da equipe de comunicação, como dito acima, ainda que desempenhando um outro tipo de função.

Essa atenção por meio de uma rede tão próxima do cliente pode agregar muito ao processo convencional de vendas, tendo em vista que mistura estratégia e ferramentas úteis.

Um bom exemplo disso é dentro do Instagram, onde após o interesse por um conteúdo relacionado a um produto, o atendimento do negócio assume a fala, e passa a trabalhar como consultor do que o consumidor deseja, entregando estratégias de vendas.

  1. Trabalhe sempre com especialistas

Ter um especialistas próximo do seu local de decisão é, sem dúvidas, uma certeza de que a escolha da compra de um produto ou serviço será muito mais acertada. 

Dessa forma, o ideal é que a empresa trabalhe com pessoas que são de fato importantes no processo.

Isso porque, quando temos uma interação por meio das redes, sabemos que não é o dono da companhia que vai falar conosco, já que alguns serviços são feitos por outros.

Entretanto, quando existe uma apresentação e a colaboração de uma pessoa importante dentro da empresa, como um consultor geral ou o diretor de um setor, a conexão com aquele potencial cliente acaba sendo muito mais valiosa, com chances de dar certo.

  1. Não se esqueça da potência dos conteúdos

Os conteúdos são a base das redes sociais, trabalhando sempre para entregar comunicações que venham a convencer os consumidores ou até mesmo a educá-los em relação a um produto ou serviço de uma empresa.

Por isso, ainda que exista a presença importante dos atendentes, neste caso, pessoas responsáveis pelas vendas, é importante considerar o funcionamento de conteúdos próprios, que possam ajudar nessa caminhada e tirar todas as dúvidas possíveis.

  1. Trabalhe sempre com a conexão pessoal

Uma boa dica de social selling é trabalhar com as próprias redes sociais. Isso faz com que o vendedor consiga indicar maior certeza para consumidores, que podem ver de perto quem é aquela pessoa, se ele é confiável e até mesmo ouvir isso de alguém conhecido.

Trabalhar no convencimento de pessoas dentro da sua própria bolha social também é uma ótima forma de começar o convencimento e o atendimento em relação a uma venda.

Considerações finais 

Portanto, o social selling nada mais é do que uma maneira de elaborar estratégias de venda dentro de espaços sociais, como o caso de redes sociais diversas. 

É dentro desses espaços que empresas e seus atendentes conseguem convencer e fidelizar o cliente.

Trabalhar nesse sentido pode trazer tanto maior segurança quanto uma rapidez na resolução das ações necessárias dentro de uma jornada de vendas.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.